Papeleta 2

Em 2016, dentro do Projeto Percurso, o PAPELETA 2 ofereceu cinco encontros voltados para a memória política e o pensamento dos formatos de publicação nos diferentes campos de atuação das orientadoras: história, educação, escrita, edição, pesquisa e curadoria.

Edições Aurora esteve com o Laboratório Gráfico Desviante participando do segundo encontro, no dia 24 de agosto das 18 às 22h.

Os eixos de conversa foram “Por que imprimir e tornar público (não publique sem pensar); desnormatização da publicação; publicações queer”.

O Laboratório gráfico desviante problematizou questões de normatização na linguagem escrita e nas publicações dentro do viés transfronteiriço. Como lidar com as fronteiras das línguas e traduções? Como operar para além do pensamento binário? É possível superar a dicotomia Forma X Conteúdo? Projeto X Processo? Como desnormatizar as operações e decisões editoriais e de design gráfico? Como desviar dos estabelecidos cânones coloniais? Desnormatizar é operar apenas em oposição à norma? Como propor sem renormatizar?

O formato do encontro impulsionou essas questões de forma propositiva criando um arcabouço material a partir de discussões que será trabalhado ao mesmo tempo em que refletimos sobre as provocações. A partir de quando algo está apto a tornar-se público? Serão discutidas também diferentes formas do tornar público para além da impressão e quais os processos editoriais envolvidos até o momento da publicação.

https://www.facebook.com/events/847806895325592