Ato contra censura na arte e em apoio ao Masp

Em um contexto político com episódios recentes de conservadorismo contra manifestações artísticas e censura na arte (como o encerramento prematuro da exposição “Queermuseu” no Santander Cultural, em Porto Alegre, e as acusações de pedofilia na abertura do 35º Panorama da Arte Brasil, no MAM de São Paulo), participamos do ato em apoio à exposição “Histórias da Sexualidade” no Masp, no dia de sua abertura (19 de outubro de 2017), levando um cartaz para distribuição gratuita com a reprodução do trabalho do Hudinilson Jr., de 1981, Pinto não pode, cedido gentilmente para esta ocasião pela Galeria Jaqueline Martins.

O artista Hudinilson Jr. fez este trabalho em 1981, em retaliação a uma crítica da época que dizia que seu trabalho não se tratava de arte e sim pornografia. Na ocasião ele respondeu dizendo:

“Ditadura pode, abuso de poder pode, corrupção pode, mas pinto não pode”.